Pular para o conteúdo principal

Resenha - O guardião

Entre tantas obras de Nicholas Sparks é realmente difícil escolher uma para fazer a resenha, porém eu li esse livro e refleti sobre a vida como é difícil recomeçar quando perdemos pessoas, a vida arranca essas pessoas queridas de nosso braços, nos deixando sozinhos para encarar a nossa jornada.
Apesar de alguns momentos a vida nos mostrar a sua pior face, temos que seguir em frente ter esperanças de um dia melhor. O guardião para mim é um livro de superação de força.
 Julie perde seu marido, ela se sente desamparada. Algum tempo depois ela recebe uma grande caixa enviada pelo seu marido pelo correio, ela tem uma grande surpresa ao abrir a caixa, havia um filhote de cão Dinamarquês.
Com o passar dos anos Singer o nome que Julie deu ao seu pequeno filhote, tonou-se seu único companheiro que a ajudou a superar o luto. Singer agora é um gigantesco cão desengonçado que apesar de fazer alguma bagunça tornou os dias de Julie mais alegres. Depois de quatro anos ela finalmente se sente confiante para amar novamente, no entanto ela tem tido apenas encontros desastrosos, até ela conhecer Richard Franklin, um engenheiro um homem bem sucedido profissionalmente, com qualidade que Julie procura em um homem. Ela acredita que Richard é o homem certo para ela seguir enfrente. Mike o melhor amigo de Julie não gostou nem um pouco de saber que Julie estava saindo com esse cara, na verdade ele não gostava que ela saísse com qualquer outro cara, então que ele percebe que está com ciumes. Ele sempre pensou em como seu amigo era um cara sortudo por ter Julie, e agora ele se sentia desconfortável em ter alguma relação com ela, pois havia um sentimento de traição.
Julie sente algo muito forte por Mike, e a principio fica confusa ela terá que decidir com qual dos dois homens ela vai ficar, então ela escolhe o sentimento forte que senti por Mike, no entanto quando ela diz a Richard que não quer mais sair com ele, que ela escolheu Mike. Richard finge estar tudo bem, porém ele é um sociopata e está possessivo por Julie. Ele não irá aceitar um não como resposta e ira fazer tudo para que ele fique com Julie, Richard irá passar por cima de tudo e todos que estejam em seu caminho. Porém Richard não conta que Julie tem um guardião que ira sacrificar a própria vida para salva-lá.
Um longo e interminável suspense preenche as paginas, que nos deixa com arrepios do comportamento sociopata de Richard, a trama se desenrola com belo romance digno de Nicholas Sparks. Delicado e sentimental, o seguimento que já estamos acostumados a encontrar nas obras de Sparks com um boa doze de suspense.
Esse livro é muito bom, recomendo e espero que apreciem a leitura.

Postagens mais visitadas deste blog

Melhores Séries, Trilogias e Sagas

As séries andam fazendo grande sucesso na literatura; podemos passar horas viajando neste mundo, assistindo as adaptações, e descobrindo as novidades! O grande diferencial das sagas é a sequencia, e por isto acabamos nos envolvendo de forma mais intensa,ficamos loucos pelos os laçamentos e passamos à ficar procurando por novas sagas!
Então o Mosaico de Livros separa aqui para vocês algumas das séries que andam tendo reconhecimento estrondoso entre os leitores. Neste clima de ferias escolha a sua, pegue os óculos, uma xícara de café e se aconchegue no sofá!



1- A Mediadora
A mediadora, escrito por nossa adorada Meg Cabot escritora da série de livros O Diário da Princesa.
Falar com um fantasma pode ser assustador. Ter a habilidade de se comunicar com todos eles então é de arrepiar qualquer um. A jovem Suzannah seria uma adolescente nova-iorquina comum, com seu indefectível casaco de couro, botas de combate e humor cáustico, se não fosse por um pequeno detalhe: ela conversa com mortos. Suzann…

Resenha- Os Miseráveis

Jean Valjean chega à cidade francesa de Digne. É um ex preso, que foi forçado por dezenove anos à um trabalho forçado por ter roubando um pão para alimentar sua família. Após tentativas fracassadas de procurar alguma hospedaria para se abrigar naquela França preconceituosa (Valjean é expulso até mesmo de uma casa de cachorro) desiste de procurar algum lugar e decide repousar numa praça; acontece algo espetacular. 
 Alguém lhe indica uma casinha onde poderia passar a noite; a casa do bispo Benvindo.
 O bispo é o amor em pessoa; recebe-o agradavelmente e com muita honra; após se alimentarem e conversarem um pouco foram repousar. Benvindo o convida para o café da manha e Valjean se encanta com tanta bondade, depois de ser tao humilhado na cidade, o infeliz se surpreende com a atitude do bispo, que nãodemonstrou nenhuma atitude de medo ou uma atitude maldosa, mas de apenas compaixão e amor.
 Porém, mesmo após ter recebido uma atitude tão nobre, Jean faz um ato vergonhoso com quem lhe trato…

Resenha - Como Vejo o Mundo

Eu não tenho palavras para Albert Einstein. A leitura de fácil compreensão e as ideologias propostas conseguem deixar qualquer um empolgado com o livro.  Reconhecido por seu pacifismo e preocupação com o bem comum, neste livro Einstein oferece uma profunda reflexão sobre a nossa própria existencia.   Mas como evidências valem mais que opniões; eu trouxe aqui um trecho do livro que achei bem curios: o seu ponto de vista sobre a riqueza.  "Todas as riquezas do mundo, ainda mesmo nas mãos de um homem inteiramente devotado à ideia do progresso, jamais trarão o menor desenvolvimento moral para a humanidade. Somente seres humanos excepcionais e irrepreensíveis suscitam idéias generosas e ações elevadas. Mas o dinheiro polui tudo e degrada sem piedade a pessoa humana. Não posso comparar a generosidade de um Moisés, de um Jesus ou de um Gandhi com a generosidade de uma Fundação Carnegie qualquer."
COMO NÃO CONTINUAR LENDO?!  Ele faz também referência às religiões. Uma refêrencia que se …