Pular para o conteúdo principal

Resenha - A 5ª onda

Ola! Acabei que ler esse maravilhoso livro de Rick Yansey, eu posso dizer sobre esse escritor é fantástico, a sua narrativa é extraordinária, é como se eu estivesse lá compartilhando o horror, o sofrimento, a angustia de ver o mundo se acabar. Eu não consigo comparar o estilo dele com nem um outro escritor, acho que isso fez a diferença em seu livro, sua singularidade sua particularidade. Logo como é de se esperar de um livro tão bem escrito, A 5ª onda se tornou Best Seller no  New York Times.
A historia começa com Cassei ela descreve como é ser o ultimo ser humano da terra, e ter apenas a  companhia do urso de pelúcia de seu irmão mais novo, então começam os flashbacks, os primeiros fatos da chegada dos alienígenas, a gigantesca nave mãe sobrevoando no céu silenciosa porém mortífera.
Sem tentar contato algum com os humanos os "Outros"(como os humanos chamam os alienígenas) ficam a espreita até que vem a primeira onda um pulso eletromagnético que corta toda a energia da terra, 400 mil pessoas morreram, um numero pequeno já que a humanidade se estipula em 7 bilhões em todo o mundo. Pouco depois vem a segunda onda é quase uma revolta da natureza contra a humanidade, tsunamis que varreram as cidades do litoral, no interior veio uma tempestade de raios que durou uma semana, expugnando da terra pelo menos 4 bilhões de pessoas. Como se não fosse o suficiente vem a terceira onda uma peste transmitida por aves, a peste vermelha como ficou conhecida, pois faz com que a pessoa contaminada sangre até a morte levando assim a segunda parte da humanidade 3 bilhões de pessoas morreram. Como a própria Cassei diz sobreviver as três primeiras ondas foi pura sorte, pois a quarta onda quem sobrevive são apenas os forte, o lema é não confiar em ninguém, já que os "outros" estão na forma humana matando os remanescentes. 
Cassei juntamente com seu pai Oliver e seu irmão Sammy foram para um abrigo que encontraram outros humanos de sorte, a mãe de Cassei foi contaminada pela peste e morreu, algum tempo depois veio um exercito fortemente armados e havia um ônibus escolar cheio de crianças, o grupo acreditou que seria a salvação, mas apenas a morte os aguardava. As crianças foram levadas no ônibus e os outros exterminados. Cassei conseguiu fugir, mas viu seu pai ser morto pelo Coronel Vosch. Naquele dia Cassei prometeu ao seu irmão que iria busca-ló, ele deu o seu ursinho a ela para que não ficasse sozinha. Ela iria cumprir essa promessa a qualquer custo. E lá estava Cassei tentando cumprir sua promessa, encurralada em baixo de um carro com um tiro na perna, havia um atirador a espreita o mesmo que atirou em sua perna, esperando que ela sai-se e assim ele poderia mata-la ou esperar até que ela morresse ali, se ela ficasse ela morreria se ela corresse ela morreria. Em um empasse como esse ela faz a coisa mais logica encara seu atirador, porém ele não a mata. Cassei consegue se esconder, mas o clima esta muito frio e provavelmente ela morra com uma infecção.
No entanto ela é resgatada pelo charmoso Evan um fazendeiro local, no estilo Clark Kent. Cassei sabe que não pode confia nele, apesar de seus olhos castanhos doces. Não confiar é a primeira regra de sobrevivência, a segunda é que seu instinto dizia a ela que Evan não era quem dizia ser. O que realmente ele não é, pois Evan é a quarta onda, e a proposito ele que atirou na perna da Cassei. Essa parte do livro é muito boa, é um suspense interminável.
Enquanto isso o livro é narrado por Ben um garoto que estudou na mesma escola de Cassei e inclusive ela sempre foi apaixonada por ele, só que Ben jamais desconfiou disso. Ben estava contaminado pela peste a beira da morte em lugar cheio de refugiados, então o exercito chega e os levam para sua base, lá Ben é curado e convencido pelo Coronel Vosch que os "outros" estavam infiltrados entre eles, e que Ben deveria se juntar a guerra e exterminar os humanos contaminados. Essa parte do exercito é bem legal e eu não faço ideia de onde o escritor tirou os codinomes dos soldados o que é realmente engraçado, dei muitas risadas com esse livro e suas referencias, pois tanto Cassei como Ben tem um humor satirizado. 
Então Ben é treinado no exercito para matar, seu codinome é Zumbi pois a peste quase o matou deixando uma aparência horrível. Na base Zumbi conhece o pequeno Nugget, um menino de seis anos da mesma idade de sua irmãzinha morta, Ben decide cuidar do garoto. Após muito sofrimento Zumbi se forma e sai com seu esquadrão para a batalha em campo, lá Especialista uma garota de 16 anos do esquadrão de Zumbi descobre que o exercito na verdade são os "outros". Mas Zumbi não pode ir embora sem o pequeno Nugget que ficou na base ele iria voltar e resgata-lo. (Nugget é o codinome de Sammy)
Cassei enfim descobre quem é Evan, ela o confronta e pergunta o motivo por ela não te-la matado já que seu único proposito era matar humanos, então ele revela esta apaixonado por ela, e irá ajuda-la a salvar o irmão dela.
O salvamento de Sammy é cheio de cenas de ações, suspense, sem falar do tão esperado encontro de Cassei e Ben.Eu estou até agora me perguntando sobre o final do livro, que não vou dizer a vocês pois é bem inesperado, gosto muito de suspense que fica no ar. O livro é um dos melhores que eu já li, o autor se superar ao descrever as cidades destruídas, o cheiro da podridão dos copos, o comportamento humano em situações apocaliptísticas. Ele cria um aura de suspense que me deixou curiosa com o desfecho do historia. 
O livro fez tanto sucesso que ganhou um versão para os cinemas, eu acredito que o filme será bom, mas em minha opinião um filme jamais ira superar um livro. O elenco foi bem escolhido e eu estou ansiosa para assistir. Ai esta um vídeo com motivos para vocês lerem o livro.



Bom isso é tudo pessoal espero que vocês leiam, eu fiquei fascinada e acredito que vocês também iram amar. Para quem ficou curioso sobre o filme vou deixar um link com a ficha completa e todos os detalhes. Beijos e até a próxima resenha.

Postagens mais visitadas deste blog

Melhores Séries, Trilogias e Sagas

As séries andam fazendo grande sucesso na literatura; podemos passar horas viajando neste mundo, assistindo as adaptações, e descobrindo as novidades! O grande diferencial das sagas é a sequencia, e por isto acabamos nos envolvendo de forma mais intensa,ficamos loucos pelos os laçamentos e passamos à ficar procurando por novas sagas!
Então o Mosaico de Livros separa aqui para vocês algumas das séries que andam tendo reconhecimento estrondoso entre os leitores. Neste clima de ferias escolha a sua, pegue os óculos, uma xícara de café e se aconchegue no sofá!



1- A Mediadora
A mediadora, escrito por nossa adorada Meg Cabot escritora da série de livros O Diário da Princesa.
Falar com um fantasma pode ser assustador. Ter a habilidade de se comunicar com todos eles então é de arrepiar qualquer um. A jovem Suzannah seria uma adolescente nova-iorquina comum, com seu indefectível casaco de couro, botas de combate e humor cáustico, se não fosse por um pequeno detalhe: ela conversa com mortos. Suzann…

O mundo acabou de recomeçar!

Neste novo ano tudo o que desejamos é renovação, renovar as esperanças, as alegrias, mas tempos que nos preparar para fortes emoções que virão, como grandes amores perdidos, dias de tormenta, dias cinzentos, corações partidos, apesar esperamos coisas boas, as desagradáveis aconteceram de um forma ou de outra é bom estar preparado, para lutar e superar os desafios da vida!
Mas voltemos as alegrias, celebrar um novo ano, celebrar a vida, na minha opinião a celebração da vida é fundamental, temos que agradecer por essa dadiva de viver, de amar de sentir, e ter todas essas sensações que fazem valer apena estar vivo! Viva o novo, se jogue sem medo de ser feliz!
"Ser feliz é encontrar força no perdão, esperanças nas batalhas, segurança no palco do medo, amor nos desencontros. É agradecer a Deus a cada minuto pelo milagre da vida."Augusto Cury



Um ano NOVO 

Busque em um ano novo Aquilo que você não pode procurar no velho. Seja aquilo que você não foi E o que você não pode ter se arrepend…

Feliz Natal!

Então é natal, olá queridos leitores, o natal chegou mais uma vez, adoro o natal, por vários motivos, é tempo de unir a família, para celebrar a vida e agradecer, tempo de dar e receber presentes, pra mim sempre foi uma época magica, fui uma criança muito sonhadora e fantasiosa, eu realmente acreditava no papai noel, mas quando crescemos descobrimos a dura realidade de que não existe contos de fadas. Ainda sim acredito nessa magia e aura do natal é algo contagiante que me alegra, gosto dessa tradição de enfeitar as casas com luzes, tudo fica tão bonito e iluminado, acho que não devemos deixar o espirito natalino morrer, está é a verdadeira tradição de união de amor ao próximo, quero desejar a todos um feliz natal!


A ARTE DE SER
De todas as datas


essa é a que eu mais gosto
que mais cuido
que mais me importo

O natal vem como o vento
para reunir e formar laços
para abraçar e amar
sonhar e desejar

Aproveite hoje como se fosse ontem
e o ontem, como se fosse o amanhã

Cada momento, cada segun…

Chá com poesia - Verão

Verão é a inspiração para a renovação. O sol vai surgindo transformando a paisagem para tons vívidos e claro. Verão é o artista que com tons coloridos vai pintando toda a tela da vida. E engano seria pensar que verão é apenas uma estação... verão são os momentos, os dias, os eventos... verão é a vida! Surgiram chuvas, tempestades e nevadas... e sol. Sol para irradiar e iluminar. Neste verão, como estação do ano e também como um momento da vida, vamos apreciar o que há: calor, luz, sorrisos... "Dias de luta, dias de glória". Um excelente verão à todos! Com muita paz e claro... poesia! 
Luz Janela aberta traz vida, inspiração, calor,  paixão.
A luz preenche, o amor se sente, é o verão. 
Gabriela lins
ARCO-ÍRIS É o pássaro que voa, seu canto ecoa, a música encanta, o sol se levanta.
A abelha zumbindo está ouvindo? a flor atrai logo, a noite cai.
Noite de verão, sorrisos, gratidão, cansado? arco-irisado.
Gabriela Lins
AMOR DE VERÃO
Perto da praia, você caminhavaO sol nos seus olhos eu admirava Seus cabel…

Chegou o Verão

Olá queridos leitores, então o verão chegou, verão é sinônimo de sol, calor, felicidade, diversão, e férias,  no caso das férias significa tempo livre para fazer o que você quiser, viajar, ir a praia, fazer um piquenique, e também ler. Independente da época do ano nós doMosaicoamamos ler, mas no verão a leitura tem um gostinho leve e delicioso, escolha um local ao ar livre confortável e fresco, vista roupas leves, prepare  uma limonada bem gelada, se acomode na grama, ou em uma cadeira e comece a ler, para mim parece o paraíso. E pensando nas leituras de verão que decidimos indicar para vocês livros para estes dias de sol e ar livre. Hoje é dia de Solstício de verão significa muito sol para o dia de hoje então vamos aproveitar!!!


A Luz Entre Oceanos 
Para começar quero sugerir um livro que eu ainda não li um romance é claro leve envolvente. Romance de estreia da australiana M. L. Stedman, A Luz entre Oceanos alcançou as principais listas dos mais vendidos do mundo, incluindo o cobiçad…