Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2018

Resenha - Extraordinário

Olá leitores do Mosaico, terminei a leitura de extraordinário, é um livro lindo, me emocionei com esse garotinho carismático que se chama August, a história é sensível e reflexiva, nos faz pensar sobre a vida sobre nossas atitudes, o livro que fala do ser, quem somos além da aparência, e de forma bem humorada August consegue lidar com pessoas preconceituosas, que o julgam pela aparência.  Em alguns momentos da leitura refleti sobre mim mesma e se eu me deparasse com um August da vida real como eu reagiria ? Acho que não muito diferente dos personagens do livro, não teria uma atitude amistosa de inicio, me envergonhei desse pensamento tenho que admitir, não sabemos lidar com o diferente, mas uma regra essencial no livro que devemos aplicar na vida é que independente de qualquer coisa de raça, religião de aparência devamos ser gentis, o respeito ao próximo deve vir em primeiro lugar, somos seres racionais, sabemos o que é certo e errado, devemos nos respeitar mais, amar o próximo apes…

Resenha - Meditar transforma

Olá queridos leitores do mosaico, nesta postagem quero compartilhar com vocês este livro maravilhoso que mudou minha vida de varias formas, fico muito grata por ter conhecido a meditação através da minha parceira de blogue e por ter sido incentivada por uma colega de trabalho, que me emprestou o livro, para as duas deixo o meu muito obrigada.  Como encontrar palavras para descrever algo que abala o seu intimo ? Neste livro Amanda Dreher explica com maestria os benefícios da meditação para o corpo, mente e alma,  para mim foram descobertas impactantes, que me fez refletir sobre o meu "eu", sobre como eu levava minha vida, sobre meus medos e magoas, eu carregava tantos sentimentos ruins dentro de mim e os alimentava com lembranças dolorosas do passado.  Me pergunto por que eu me atormentava com fatos que eu não poderia mudar, ou por que me preocupar e sofre tanto com o futuro? Se a vida está aqui, a vida é agora eu não vou ser feliz amanha, semana que vem, ou quem sabe um di…