Pular para o conteúdo principal

Romeu e Julieta do Sertão - 1 capitulo





Vou lhes contar uma história de amor de um casal de namorados, jovens apaixonados que se conheceram a algum tempo atrás, por volta da década de cinquenta lá pelas bandas de Goiás, a muito se ouviu falar desta história, que se tornou lenda e musica, ainda toca nas rádios, para que as pessoas se lembrem deste amor puro e verdadeiro, destruído pela maldade e pela inveja.

Tudo começou em uma vila chamada Santa Luzia um povoado que ficava no pé da serra, ali o povo tinha uma vida pacata, tranquila típica do interior, todos conheciam o poderoso fazendeiro Jacinto de Andrade, com terras a perder de vista, tinha mais cabeças de gado do que qualquer fazendeiro da região, morava em um casarão a duas léguas da vila de Santa Luzia, era casado com Teodora, tiveram três filhos o mais velho Henrique, Inácio o filho do meio e a pequena Isabel.
Isabel é uma flor de menina, pele clara, olhos negros como jabuticabas  e cabelo sedoso da cor de noite sem luar, foi criada com muito carinho por seus pais e protegida pelos irmãos. Era uma menina pouco convencional, sempre brincava com os irmãos e não gostava de perder para eles, em qualquer aposta ou em brincadeiras.
Certo dia houve uma festa no povoado, era festa de São João, todos estavam animados com as comemorações e a criançada estava alegre para soltar rojões. Era final de tarde quando o padre terminou de celebrar a missa, as crianças saíram correndo, Isabel foi atrás dos irmãos, ela tinha apenas oito anos aparência de menina meiga com covinhas que apreciam quando sorria, mas era traquina tanto quanto qualquer garoto que estava ali. Os irmãos a deixaram para traz, estavam correndo na praça em frente da igreja para se juntar aos outros meninos do povoado, Isabel tentou alcança-los, mas cai e ralou o joelho,  olhando para o ferimento lutou para conter as lagrimas, pois não queria que seus irmãos a vissem chorando, foi então que ela percebeu que havia um garoto próximo, deveria ter 11 anos a mesma idade de seu irmão mais velho Henrique, ele estendeu a mão para ela com um sorriso bondoso.
Isabel desconfiou dele, afinal seus irmãos nunca foram gentis, estreitou os olhos e avaliou o garoto rapidamente, mas por algum motivo  pegou na mão dele, algo em seus olhos cor de caramelo fez que ela confiasse nele, o garoto a ajudou  a se levantar, batendo a poeira do vestido, olhou para o ferimento no joelho que estava ardendo.
– Deve estar doendo. – Disse o garoto olhando para o machucado. – Venha, sente- se aqui. – Ele indicou um banco próximo, Isabel mancou até o banco imaginando a bronca que iria levar da mãe por ter ralado o joelho e por estar com o vestido sujo. Izabel olhou para o garoto que se sentou ao lado dela.
– Obrigada. – Disse. ­– Qual é o seu nome ?
– Joaquim.
– Eu sou a Isabel. – O garoto sorriu para ela.
– Eu sei quem você é, filha do Jacinto, meu tio não gosta do seu pai.
– Por que? – Isabel quis saber, Joaquim deu de ombros.
– Coisas de adultos, o meu tio trabalhou para seu pai há algum tempo e Sr. Jacinto não pagou meu tio, quando meu tio foi cobrar a divida o seu pai expulsou meu tio das terras e disse para nunca mais voltar ali desde então meu tio odeia seu pai – Isabel arregalou os olhos, ela não sabia bem porque o pai não pagaria o tio de Joaquim, mas ele deveria estar enganado, pois o pai dela não faria isso. Naquela tarde Isabel e Joaquim se tornaram grandes amigos e algo mais surgiu daquela amizade, um sentimento forte que nem um deles saberia explicar de onde veio.
Desde aquele dia eles se encontravam secretamente para brincar juntos, Isabel não contou para seus irmãos sobre seu novo amigo, ela queria que Joaquim fosse apenas seu amigo, faziam de tudo juntos, tomavam banhos em riachos, brincavam com seus estilingues e exploravam as matas próximas dali. Um dia os dois subiram a serra e lá do alto deitados na relva olhando as nuvens passarem Joaquim disse:
– Um dia quero ser o melhor vaqueiro dessa região.
– Vaqueiro? Pensei que você seria violeiro. – Isabel falou e se virou para olhar o amigo, Joaquim estava aprendo a tocar com o violeiro do vila.
– Isso foi antes, agora eu quero ser vaqueiro, meu tio esta me ensinando a domar cavalos, ele me disse que logo vai me levar para ajudar ele tocar o gado, vamos atravessar o rio Paranaíba. – O pai de Joaquim morreu quando ele era pequeno a mãe dele foi embora e o deixou, o garoto foi criado pelos tios Ernesto e Angelina.
– Mas se você se for com quem eu vou brincar ? –Perguntou Isabel preocupada, Joaquim sorriu para ela.
– Eu vou voltar para te contar minhas aventuras.
– Eu queria ir com você. – Disse Isabel tristonha.
– Um dia eu vou te levar comigo. ­– Joaquim a olhou para firmar a promessa com o olhar.
–Promete? –Os olhos negros de Isabel brilharam de expectativa. 
­– Sim eu prometo ­– Joaquim disse com um sorriso maroto nos lábios. – Mas só se você prometer que um dia vai casar comigo. ­­– Isabel começou a rir, o que mais uma garota de oito anos poderia fazer quando um menino a pede em casamento ­– Estou falando serio Bel, um dia você vai ser minha esposa, vamos nos casar aqui no alto da serra.

E foi assim que os dois enlaçaram seus destinos, com uma promessa de casamento ali no alto da serra, com o céu e a terra de testemunha, há um longo caminho para esses dois e esse é só o começo da história. 

Postagens mais visitadas deste blog

Melhores Séries, Trilogias e Sagas

As séries andam fazendo grande sucesso na literatura; podemos passar horas viajando neste mundo, assistindo as adaptações, e descobrindo as novidades! O grande diferencial das sagas é a sequencia, e por isto acabamos nos envolvendo de forma mais intensa,ficamos loucos pelos os laçamentos e passamos à ficar procurando por novas sagas!
Então o Mosaico de Livros separa aqui para vocês algumas das séries que andam tendo reconhecimento estrondoso entre os leitores. Neste clima de ferias escolha a sua, pegue os óculos, uma xícara de café e se aconchegue no sofá!



1- A Mediadora
A mediadora, escrito por nossa adorada Meg Cabot escritora da série de livros O Diário da Princesa.
Falar com um fantasma pode ser assustador. Ter a habilidade de se comunicar com todos eles então é de arrepiar qualquer um. A jovem Suzannah seria uma adolescente nova-iorquina comum, com seu indefectível casaco de couro, botas de combate e humor cáustico, se não fosse por um pequeno detalhe: ela conversa com mortos. Suzann…

Primavera

Então a primavera chegou abra as janelas e deixe que ela entre, sinta o aroma das flores que percorre o ar, se deleite com as cores vivas das pétalas que apenas a primavera pode proporcionar. Este breve instante da natureza  nos faz apaixonar pela vida, seja bem vida primavera, traga seu encanto e beleza.
Estamos muito felizes e empolgadas com esta estação magica, somos apreciadoras do desabrochar das flores, para celebrar a estação vamos sugerir livros, para ler, apreciar e curtir durante esses dias floridos, sugerimos que antes de ler a postagem assistam este vídeo a primavera de Vivaldi, para entrarem no clima. 

Primavera de Vivaldi 



Ola! Leitores do Mosaico, como foi dito anteriormente vamos indicar alguns livros para lerem nesta estação, eu Thais vou indicar os cinco livros a baixo e a Mariana os próximos cinco, pois esta é uma postagem em conjunto acho que já percebem que fazemos postagens em conjunto de vez em quando. Então minha proposta de leitura é algo leve e romântico, são liv…

William Shakespeare

Um gênio da literatura, mundialmente conhecido, um dos escritores mais famoso do mundo e o mais apaixonado, criador dos mais belos sonetos da língua inglesa, desde pequenos ouvimos falar sobre ele, em filmes, livros, revistas e jornais, nos encantamos por suas obras, são fascinantes simplesmente apaixonantes. Eu realmente gostaria de saber se William de fato amou alguém como ele descreve, poderia um homem amar desta forma? Ainda não sei essa resposta talvez nunca saberei, mas sei que vou acreditar ser possível, pois as obras de William são compostas com uma profunda paixão da qual nunca vi em outro escritor, William ainda dá preciosos conselhos para a vida em outras obras.
O que mais posso dizer sobre este escritor genial que conquistou o mundo com suas obras poéticas e apaixonadas, sou grande fã dele assim como a Jane Austen, Sigmund Freud, Goethe e o brasileiro Machado de Assis.

Biografia resumida e obras 

Shakespeare é considerado um dos mais importantes dramaturgos e escritores de to…

Resenha - The Kiss of Deception

As crônicas de amor e ódio, é um dos melhores livros de fantasia que eu li recentemente, a história me surpreendeu bastante, para ser sincera eu esperava apenas um romance modesto, no entanto o livro é além disso, além da fantasia temos muita aventura, ação e um romance que te deixara apaixonado pelos personagens.
Pode-se levar anos para moldar um sonho, mas é preciso apenas um segundo para despedaçá-lo."
A autora Mary E. Pearson me ganhou por utilizar elementos previsíveis para criar uma trama inteligente, mágica, cheia de manipulações políticas e focada no amadurecimento de seus protagonistas. Fazia tempo que não lia algo tão grandioso e apaixonante.
 Eu sabia que o livro se passa em um ambiente medieval e  indicado para fãs de Game Of Thrones estava esperando uma narrativa mais histórica e romântica. Mas, para minha surpresa, esse livro trouxe um equilíbrio entre esses dois gêneros de forma arrebatadora. "Tudo parecia perfeito, um verdadeiro conto de fadas menos para a pro…

Resenha - A Fúria e a Aurora

Sobre este livro posso dizer apenas que fiquei encantada pela leitura, a escrita te prende de certa forma, pois esta é a intensão da autora Renée Ahdieh, cativar o leitores com mistérios e instigar através de uma personagem corajosa e destemida, que se laça em uma fúria desesperada, para suprir seu desejo de vingança. A Fúria e a Aurora é um retelling do clássico As Mil e Uma Noites, com uma pitadinha extra de magia e muito, mas muito romance. É um exemplo muito bom de como um retelling deve ser: manter as características originais da narrativa, mas dar um toque especial que envolve o leitor ainda mais. A leitura é  instigante, pois as cenas são descritas com esmero, no intuito de transporta-lo diretamente para as arabias e vivenciar  o conto das mil e uma noites, aos poucos segredos vão sendo revelados, intensões e sentimentos são descobertos, mas nunca o tão esperado motivo pelo qual o rei mata suas esposas ao surgir da aurora.
O segredo de um bom escritor é ser um bom contador de h…