Pular para o conteúdo principal

Contos de Fadas


Todos nós já lemos ou ouvimos falar de algum conto de fadas, estórias geralmente contadas para as crianças na hora de dormir, os pais contam a estórias para os filhos, depois os filhos crescem e contam para seus filhos e assim esses contos são passados por gerações. Os contos de fadas são uma variação dos contos populares são estória folclóricas com personagem de fantasia. Nada melhor que os belos clássicos dos contos de fadas como Cinderela, A bela e a Fera, A Branca de Neve, ou Chapelzinho vermelho.
"Era uma vez..." Se tornou lenda dos contos e fabulas, o inicio de uma estória, com uma lição de vida, todos os contos de fadas tem uma moral, que passam valores as crianças, mas também faz com que as crianças queiram viver no mundo de fantasias. Infelizmente nem tudo tem um final feliz para sempre, a vida não é um conto de fadas. Hoje em dia novos escritores criaram novos contos de fadas para a mais moderna geração, com princesas guerreiras, que lutam por seus ideais, fazem a diferença no mundo e não esperam dormindo por um príncipe que pode ou não aparecer para salva-las.


                           
   As  Fadas
A palavra Fada se originou do Latim “Fata“, plural de “Fatum“, que significa destino. Isso devido às histórias e aos contos populares onde as Fadas governam o destino dos homens, com suas varinhas de condão.
São geralmente representadas com aparência leve, pequena e com asas, mas pode variar, pois as fadas podem assumir diversas formas.
De acordo com as histórias populares, as Fadas são alegres, ativas, temperamentais e inteligentes. Vivem abaixo dos montes, florestas e campos. Seus alimentos favoritos são néctar de flores, mel, leite e comidas naturais. Os melhores lugares para entrar em contato com elas são à beira do mar, ilhas, lugares iluminados de bosques e matos.

 
Contos de Fadas Clássicos 
Belos e memoráveis clássicos dos contos de fadas, com gostinho de infância, vamos relembrar as estórias, para reviver sua criança interior e alegrar a alma.


O patinho feio 


Pinóquio 

Peter Pan


Novas versões dos Contos de Fadas
Os grandes estúdios de cinema estão refazendo os bons e velhos contos de fadas, mega produções com efeitos gráficos incríveis e claro cheios de magia para encantar todas as gerações.


Malévola


Cinderela



                                              Jack o caçador de gigantes 
fi,fai, fu, fão, não pergunte de onde vem o trovão.


Novos Contos

 Valente 
Adoro esse filme pois nossa princesa é também um guerreira e prova para todos que não precisa de um príncipe para defende-la, ela sabe se cuidar.

Moana


Frozen


Conto de fadas para mulheres do séc. 21

Era uma vez, numa terra muito distante, uma linda princesa independente e
cheia de auto-estima que, enquanto contemplava a natureza e pensava em como
o maravilhoso lago do seu castelo estava de acordo com as conformidades
ecológicas, se deparou com uma rã.
Então, a rã pulou para o seu colo e disse: -Linda princesa, eu já fui um
príncipe muito bonito. Mas uma bruxa má lançou-me um encanto e eu
transformei-me nesta rã asquerosa. Um beijo teu, no entanto, há de me
transformar de novo num belo príncipe e poderemos casar e constituir um lar
feliz no teu lindo castelo. A minha mãe poderia vir morar conosco e tu
poderias preparar o meu jantar, lavarias as minhas roupas, criarias os
nossos filhos e viveríamos felizes para sempre...
E então, naquela noite, enquanto saboreava pernas de rã à sautée,
acompanhadas de um cremoso molho acebolado e de um finíssimo vinho branco, a
princesa sorria e pensava:
-Nem mortaaaa!
Luis Fernando Verissimo

Cinderela às avessas
https://assholeswatchingmovies.files.wordpress.com/2015/03/tumblr_ngooyvddpk1qgwefso1_500.gif


Não contam os contos de fada
que o príncipe não quer namorada
nem procura num cavalo branco
o pezinho da sua amada...

Não contam os contos de fada
que à meia-noite o feitiço não se acaba
e que a princesa não precisava ir embora
nem esquecer o sapatinho na escada

Não contam os contos de fada
que nem toda canção de baile é valsa
e que nem todo reino vai à festa
disputar a atenção da Vossa Alteza

Não contam os contos da fada
que de madrinha ela não tem nada
pois onde já se viu calcular nas horas
o tempo de encontrar um grande amor?

Nos contos as fadas também não contam
que a abóbora nem sempre é carruagem
que o cetim é só uma camuflagem
apenas beleza exterior

A porta trancada, a fada não abre
o quanto chorou, a fada não sabe
o que se sujou, a fada não limpa
A canção que tocou, a fada não rima...

Não é tão má a madrasta
Nem tão boa a princesa
Tampouco é florido o caminho da floresta
Por onde passa toda a realeza

As fadas ainda não contam nos contos
Que o certo é o imperfeito
Que é desencanto o grande encanto
E que não há verdade sem direito

Com sua licença, senhora fada
Conto neste conto que, de boba, a princesa não tem nada
mas quer, para cada pergunta, uma resposta
Porque é do sapo que ela mais gosta....
Jéssica Vieira da Silva

Pelo jeito não da para confiar nas fadas madrinhas e muito menos nos príncipes então faça acontecer seja heroína da sua própria história. Seja como a Rapunzel do filme Enrolados desça da torre e vá viver a vida!

Resultado de imagem para gif enrolados

Postagens mais visitadas deste blog

Melhores Séries, Trilogias e Sagas

As séries andam fazendo grande sucesso na literatura; podemos passar horas viajando neste mundo, assistindo as adaptações, e descobrindo as novidades! O grande diferencial das sagas é a sequencia, e por isto acabamos nos envolvendo de forma mais intensa,ficamos loucos pelos os laçamentos e passamos à ficar procurando por novas sagas!
Então o Mosaico de Livros separa aqui para vocês algumas das séries que andam tendo reconhecimento estrondoso entre os leitores. Neste clima de ferias escolha a sua, pegue os óculos, uma xícara de café e se aconchegue no sofá!



1- A Mediadora
A mediadora, escrito por nossa adorada Meg Cabot escritora da série de livros O Diário da Princesa.
Falar com um fantasma pode ser assustador. Ter a habilidade de se comunicar com todos eles então é de arrepiar qualquer um. A jovem Suzannah seria uma adolescente nova-iorquina comum, com seu indefectível casaco de couro, botas de combate e humor cáustico, se não fosse por um pequeno detalhe: ela conversa com mortos. Suzann…

Resenha- Os Miseráveis

Jean Valjean chega à cidade francesa de Digne. É um ex preso, que foi forçado por dezenove anos à um trabalho forçado por ter roubando um pão para alimentar sua família. Após tentativas fracassadas de procurar alguma hospedaria para se abrigar naquela França preconceituosa (Valjean é expulso até mesmo de uma casa de cachorro) desiste de procurar algum lugar e decide repousar numa praça; acontece algo espetacular. 
 Alguém lhe indica uma casinha onde poderia passar a noite; a casa do bispo Benvindo.
 O bispo é o amor em pessoa; recebe-o agradavelmente e com muita honra; após se alimentarem e conversarem um pouco foram repousar. Benvindo o convida para o café da manha e Valjean se encanta com tanta bondade, depois de ser tao humilhado na cidade, o infeliz se surpreende com a atitude do bispo, que nãodemonstrou nenhuma atitude de medo ou uma atitude maldosa, mas de apenas compaixão e amor.
 Porém, mesmo após ter recebido uma atitude tão nobre, Jean faz um ato vergonhoso com quem lhe trato…

Resenha - Como Vejo o Mundo

Eu não tenho palavras para Albert Einstein. A leitura de fácil compreensão e as ideologias propostas conseguem deixar qualquer um empolgado com o livro.  Reconhecido por seu pacifismo e preocupação com o bem comum, neste livro Einstein oferece uma profunda reflexão sobre a nossa própria existencia.   Mas como evidências valem mais que opniões; eu trouxe aqui um trecho do livro que achei bem curios: o seu ponto de vista sobre a riqueza.  "Todas as riquezas do mundo, ainda mesmo nas mãos de um homem inteiramente devotado à ideia do progresso, jamais trarão o menor desenvolvimento moral para a humanidade. Somente seres humanos excepcionais e irrepreensíveis suscitam idéias generosas e ações elevadas. Mas o dinheiro polui tudo e degrada sem piedade a pessoa humana. Não posso comparar a generosidade de um Moisés, de um Jesus ou de um Gandhi com a generosidade de uma Fundação Carnegie qualquer."
COMO NÃO CONTINUAR LENDO?!  Ele faz também referência às religiões. Uma refêrencia que se …